O poder das palavras: um exemplo de ‘pathos’

https://www.youtube.com/watch?v=mkJT6cULBY8

 

7 comments

  1. Fascinante, sem dúvida. Embora as palavras sejam muito importantes, as atitudes têm também um papel importante, de outra forma, as palavras perderiam parte do seu objectivo. A propósito desse aspecto, deixo aqui um link também muito interessante que mostra que atitudes/gestos de generosidade, compaixão são inatos. De alguma forma, muitos de nós perdem-nas pelo caminho… http://sorisomail.com/partilha/217214.html

  2. Bonito e triste. Isto porque, se pensarmos bem, a primeira mensagem também é explicita e tem potencial – ele é cego, portanto não consegue ver o lindo dia que faz. O público já deveria ter percebido isso logo de início e não depois de nova tentativa. As emoções, neste exemplo, foram fracas e deixam muito a desejar, na minha opinião.

      1. Claro. Estranho seria se não o fosse, tendo em conta o tema do exemplo. Mas, talvez, a minha perspectiva em relação à abordagem é demasiado pessimista e levará a crer que um pouco inflamada. Mas penso que a mudança de palavras, neste caso, era quase desnecessária… não sei.

  3. Fora do sentimento inspirador instalado no vídeo, acredito que o vídeo em questão tem como objectivo fundamentar que, para chegar a determinado fim temos que utilizar um meio que dê um resultado eficaz. Tal como no mundo empresarial, certas atitudes podem levar a uma organização ao topo como pode levar também à ruína, e para chegar às pessoas temos que saber qual a sua necessidade nesse momento, como constatamos no vídeo.

  4. É impressionante como uma “pequena” mudança de palavras altera o impacto nas pessoas. O “pathos” foi a mudança necessária para que o discurso fosse, neste caso, eficaz.

  5. Apraz-me dizer que o objectivo foi alcançado, mas não posso deixar de comentar o comportamento da sociedade perante este condicionalismo humano. Apesar das duas formas de fazer passar a mensagem, de terem um objectivo, o mesmo objectivo, na primeira abordagem temos uma mensagem que se revelou inócua e numa segunda abordagem, temos uma mensagem que prima pela eficácia. Isto é demonstrativo de que as palavras ditas ou escritas, exercem de facto um poder que pode ou não ser eficaz perante sociedade, e tal eficácia só poderá ser medida pela forma como é interpretada ou pelo que é alcançado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s