Poema de K. Kaváfis

Os Cavalos de Aquiles

Assim que viram Pátrocolo morto,
tão denodado, e forte, e jovem no durar,
os cavalos de Aquiles começaram a chorar;
a sua imortal natureza se indignava
com esta obra de morte que contemplava.
Sacudiam as suas cabeças e as longas crinas moviam,
batiam na terra com as suas patas e carpiam
Pátrocolo que sentiam sem alma – exterminado –
uma carne agora vil – seu espírito dissipado –
indefeso – a respiração parada –
da vida devolvido ao grande Nada.

Zeus viu as lágrimas dos mortais
cavalos e entristeceu. «No casamento de Peleu»
disse «não devia assim sem pensar ter feito eu;
antes meus cavalos vos não tivéssemos oferecido
infelizes! Que procuráveis lá entre o caído
no brinquedo do destino que é a mísera humanidade.
Vós a que nem a morte arma cilada, nem a muita idade
precárias calamidades vos tiranizam. Nas suas provações também
vos envolvem os humanos». As suas lágrimas porém
pela perpétua calamidade da morte
derramam os dois animais de nobre porte.

Konstantínos Kaváfis

One comment

  1. TERMINADO
    En medio del temor y las sospechas,
    con espíritu agitado y ojos de pavor,
    nos consumimos y planeamos cómo hacer
    para evitar el seguro peligro
    que así terriblemente nos amenaza.
    Y sin embargo estamos equivocados,
    ése no está en nuestro camino:
    falsos eran los mensajes (o no los escuchamos, o no los entendimos
    bien).
    Otra catástrofe, que no la imaginábamos,
    repentina, violenta cae sobre nosotros
    y no preparados -de dónde tiempo ya- nos arrebata.

    Konstantínos Kaváfis

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s